Prefeitura de Formosa do Rio Preto está construindo duas Praças Ecológicas na cidade

A Prefeitura de Formosa do Rio Preto através da Secretaria do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semmarh) está construindo duas Praças Ecológicas no município, sendo uma na Santa Cruz, no Centro e a outra no bairro Projeto.

Os futuros equipamentos públicos seguem nos moldes sustentáveis, com espaço verde, bancos e lixeiras de madeira, parquinhos com areia e revitalização de locais que estavam abandonados ou subutilizados.

Obras da Praça Ecológica Santa Cruz no centro de Formosa do Rio Preto

“A nossa gestão, em especial a equipe da Secretaria do Meio Ambiente pela inovação e empenho no trabalho, está de parabéns e quem ganha é a população. Os espaços serão um novo ponto de encontro para as famílias e para as crianças brincarem”, disse o prefeito Termosires Neto.

Obras da Praça Ecológica no Bairro Projeto

“A gente promove o benefício para o meio ambiente e também para a população, diretamente, punindo os infratores e gerando uma ação inédita como as praças ecológicas, as primeiras de Formosa do Rio Preto, que beneficiam a população com mais qualidade de vida e lazer para todos”, destaca o secretário de Meio Ambiente, Leanderson Barreto, acrescentando que a iniciativa de compensação de multas tem vantagens como à redução da inadimplência.

“É uma política que facilita e viabiliza o pagamento, agilizando a execução das multas, pois as empresas entendem que estão gerando um benefício e quitam o débito mais rapidamente”, reforça.

No total, serão investidos R$ 242.800,00 nos dois novos espaços de convivência e lazer criados com o enfoque da sustentabilidade. Os recursos são provenientes do Fundo Municipal de Meio Ambiente, como parte do Programa de Conversão de Multas implantado pela Semmarh na atual gestão.

No mês de janeiro, outra ação do mesmo programa promete também chamar a atenção e fazer a diferença na realidade do município, quando será efetuada mais uma etapa do Projeto de Arborização “Formosa Sempre Verde”, onde serão destinados R$ 20 mil para o plantio de ipês na entrada da cidade, dos dois lados da via e no canteiro central, produzindo mais sombra nessa movimentada avenida, o principal acesso para o Centro e bairros adjacentes, e embelezando ainda mais a mais bela cidade do Oeste baiano.

Deixe uma resposta