Vítima de golpe é chamada de “chata” ao cobrar empréstimo de golpista

Uma mulher de 55 anos, empregada doméstica e moradora em Ribeirão Pires, registrou Boletim de Ocorrência na Delegacia de Polícia de Ribeirão Pires na terça-feira (7), ao entrar em contato com empresa que lhe prometerá empréstimo de R$ 10 mil.

Segundo o registro, no dia 31 de julho do corrente ano, a mulher relatou que viu em um poste  na cidade de São Paulo, um anúncio contendo anúncio com telefone de contato de uma empresa que oferecia empréstimo financeiro. Por meio de aplicativo Whatsapp, conversou com uma pessoa que se apresentou como promotora, que segundo, teria sede na cidade paulista de Bragança Paulista. Através do aplicativo de mensagem foi oferecido e celebrado um contrato de empréstimo no valor de R$ 10 mil que deveriam ser pagos em 48 parcelas no valor de R$ 372,50, com o vencimento da primeira parcela em 03/11/2018. Todavia para liberar o crédito, a autora do delito exigiu o pagamento antecipado no valor de 397,50, sendo que foi encaminhado à vítima um boleto com código de barras que foi pago pela vítima às 12:56 horas do dia 03 de agosto em uma lotérica  situada na Estância.

Ocorre que depois disso, a vítima não recebeu o valor do empréstimo e ainda foi xingada de “chata” pelo golpista. A vítima esclareceu na Delegacia que só teve contato com a tal pessoa por meio de mensagens escritas, não tendo chegado a ouvir a sua voz.

Concluindo o registro de Ocorrência, a vítima afirmou que passou ao golpista, cópias do seu R.G. e do seu C.P.F.

O Boletim de Ocorrência foi registrado com natureza de estelionato ( artigo 171) e injúria (artigo 140) sob o nº 2922/2018.

Deixe uma resposta